Aquela ideia de construir uma casa de madeira tem se tornado realidade no mundo todo, através do que é chamado de construção em CLT ou laminado de madeira. Mais recentemente, o processo é tendência aqui no Brasil também. Nesse texto, descubra tudo sobre esse tipo de construção.

CLT é sigla para Cross Laminated Timber. Ou seja, estamos falando da Madeira Laminada Cruzada, também chamada de Laminado de Madeira, que é um produto novo da engenharia da madeira. O material foi desenvolvido na Alemanha e na Áustria, mas logo chegou aqui.

Inclusive, a gente já falou sobre essa tendência da madeira na construção civil. Relembre.

Um segundo ponto que é importante de considerar tem a ver com o fato de que os painéis de CLT são feitos a partir de diversas camadas de lâminas de madeira maciça coladas em sentido opostos e alternados. Aliás, vamos falar disso no primeiro tópico abaixo.

As principais dúvidas sobre a construção de CLT

Se para as pessoas que não atuam na área da construção civil, as casas de madeira impressionam, considere que para os profissionais dessa área, elas também surpreendem. Inclusive, a gente não pensa apenas em mobílias ou decoração usando esse material.

Hoje em dia é possível construir casas, apartamentos, prédios e residências inteiras com a madeira, especialmente a madeira do pinus. E por que isso seria bom? Dentre tantos benefícios, temos a pegada ecológica. Só que isso não basta.

O que os engenheiros, arquitetos e outros profissionais da construção civil querem saber vai além disso. Por exemplo, quanto custa uma casa de madeira em CLT hoje em dia? Ou então a próxima pergunta: quanto tempo essa construção demora em dias? Temos boas respostas.

Sendo assim, trouxemos aqui 3 dúvidas que são bem comuns entre esses profissionais.

1 – A produção do CLT acontece de que forma

Aqui no Brasil, a produção é feita no sistema de vácuo. Para quem não gosta tanto da linguagem técnica, saiba que isso é como uma grande “banheira” onde ficam as lâminas de madeira, enfileiradas e que são colocadas a 90 graus com adesivos entre elas.

Após isso, há uma “lona emborrachada” com vácuo, que é o que equivale a 9 caixas d’água por metro quadrado, aparece prensando as lâminas para que fiquem bem rígidas. Portanto, o que se usa aqui é um sistema semi industrial e semi artesanal.

No entanto, considere que esse sistema de produção é o mais conhecido no Brasil, sendo que existem outras formas de produzir o CLT em outros países, principalmente no caso dos europeus.

2 – A casa de CLT fica pronta em quanto tempo

Uma empresa especializada nesse trabalho, que vamos citar no fim do artigo, diz que com uma única equipe de profissionais dá para montar de 12 a 15 placas por dia. Portanto, se a casa tiver 30 placas, dá para montar em dois dias. Isso considerando a estrutura das placas de CLT.

Para fins comparativos, saiba que nos Estados Unidos e Canadá, os profissionais da área buscam montar de 18 a 20 placas por dia, sendo que atualmente eles possuem as melhores equipes de montagem de CLT do mundo.  

3 – Quanto custa uma casa no sistema de CLT

O especialista que respondeu a essa dúvida diz que falar em valores é mais complicado. No entanto, ele explica que a madeira tem relação com a metragem cúbica. Ou seja, quanto mais metros cúbicos de madeira tiver na casa de madeira, então, mais cara ela vai custar.

Dependendo disso é que se vai ter o preço da casa. Assim, não há como ter um preço calculado por metro quadrado. O que se pode garantir é que os custos que a gente tem nas casas de CLT geralmente são equivalentes às construções convencionais.

Só que aqui podemos citar a vantagem da eficiência dessa casa de madeira CLT, que é melhor, se a gente considerar, por exemplo, o fator acústico e o fator térmico.

Assim, o especialista diz que geralmente vale a pena pagar esse preço tendo uma casa que vai ser construída mais rapidamente do que outras construções tradicionais. Além de ser mais leve (menos fundação) e sem contar que não precisa de acabamentos complexos.

“Quando se elimina os custos indiretos da casa, mais barata ela vai custar também”, garante.

Quer saber mais?

Considere que todas as informações acima foram retiradas de um vídeo gravado pelo engenheiro Alan Dias, da Crosslan. Inclusive, a empresa usa a madeira de pinus Taeda para a produção da CLT.

A Crosslam é uma empresa que desenvolve e comercializa produtos da engenharia da madeira e todos os sistemas de construção que usam esse material, que é totalmente sustentável. Você ficou curioso para saber mais? Então, nós temos uma boa informação para você.

No mês de maio vai acontecer o My Wood Home, um evento voltado para esse tema, da madeira na construção civil. E na programação está confirmada a presença do Alan Dias, da Crosslam, que vai falar sobre “o uso da madeira engenheirada na construção civil”.

Além dele, outros profissionais vão dissertar sobre assuntos que são muito importantes para toda área da construção civil. E o mais legal é que sempre no fim da apresentação haverá espaço para um chat com o palestrante. Portanto, se eu fosse você não perderia um segundo sequer e garantiria agora mesmo a sua inscrição no congresso. Acesse www.mywoodhome.com.br e saiba tudo.