De acordo com o relatório publicado pela Dodge Data and Analytics – World Green Building Trends 2021 – grande parte das empresas têm planos de aumentar a atividade de construção sustentável até 2024.

Para os entrevistados, a construção verde continua sendo uma prioridade global e a atividade de construção sustentável deve crescer nos próximos três anos. Este ano, 28% dos entrevistados disseram que estão implementando estratégias sustentáveis em mais de 60% de seus projetos. Mas até 2024, 42% planejam construir mais de 60% de seus projetos usando as melhores práticas de construção verde.

Profissionais da indústria identificaram seus principais motivos para aumentar a construção sustentável neste ano.

As motivações sociais e financeiras para a construção verde estão mudando. A pesquisa de 2021 descobriu que proprietários e investidores tinham motivações diferentes de arquitetos, engenheiros e construtores. Proprietários e investidores foram motivados principalmente por custos operacionais mais baixos e pela ideia de que um edifício verde é a “coisa certa a se fazer” – mas para arquitetos, engenheiros e construtores, os dois principais motivos eram as demandas dos clientes e as regulamentações ambientais.

Com a crescente conscientização do público sobre a saúde, sustentabilidade e mudanças climáticas, muitos profissionais dizem que “fazer a coisa certa” é o principal gatilho para aumentar a construção verde. Esse fator motivador se tornou mais importante nos últimos anos. Os profissionais da indústria também mencionam que eles são incentivados por custos operacionais mais baixos, demandas de mercado, edifícios mais saudáveis e compromissos corporativos internos.

Este relatório também destacou os benefícios financeiros da construção sustentável. A pesquisa encontrou que um novo edifício verde pode reduzir os custos operacionais nos primeiros 12 meses em 10,5% e, ao longo de um período de cinco anos em 16,9%. Para reformas e retrofits, os retornos foram ainda maiores.

Os profissionais da indústria também estão trabalhando para melhorar o desempenho da construção de novas maneiras. Os participantes da pesquisa identificaram suas abordagens mais prováveis ​​para melhorar a sustentabilidade nos próximos cinco anos – e as duas principais abordagens foram a criação de edifícios net zero / net positive (47%) e o controle do carbono incorporado (44%). O carbono incorporado também se tornou mais importante, com mais entrevistados (72%) familiarizados com ele do que antes.

Em resposta à pandemia de COVID-19, a saúde se tornou uma prioridade, com 53% dos entrevistados afirmando que a pandemia impactou diretamente a escolha do sistema AVAC. Há também um foco na qualidade do ar interno e layouts que apoiam o distanciamento social. Este ano, a indústria de construção sustentável continuou a se adaptar e trabalhar para enfrentar esses novos desafios.

O relatório de 2021 entrevistou 1.200 profissionais da indústria, incluindo engenheiros, arquitetos / designers, construtores, proprietários, incorporadores, inventores e consultores em todo o mundo.

Publicado inicialmente pela GBC Brasil

Fonte: My Wood Home

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.